sábado, 16 de agosto de 2014

SAIBA SUA ORIGEM CÓSMICA PELO CALENDÁRIO MAIA



Conheça Sua Origem Cósmica pelo Calendário Maia 



Este foi o primeiro post que coloquei no antigo blog Conexão Sirius. Esta noite (dia17.03.2012), me deram a maior bronca no sonho, que eu tenho que recolocá-lo no blog! Tô aqui, pedindo desculpas aos que sentem falta de alguma postagem que eu tinha colocado no blog antigo e deletei. Vou recolocando as coisas aos poucos, melhor organizado desta vez, que nem eu conseguia encontrar as coisas ali...hehe. Bem, tá aqui o post:
Através do calendário Maia podemos saber nossas origens cósmicas neste plano, a Terra. Diana de Assis, em seu livro Calendário Maia, da Editora Nova Era, ed.1998, explica que, segundo a revelação da Profecia Maia, há na Terra seres provenientes de quatro origens estelares, as quais formaram as raças que compõem a humanidade: de Sirius, Arcturus, Órion e das Plêiades. 

Essas raças se misturaram, combinando quatro códigos genéticos. Os Maias associam cada raça a um Castelo. 

Assim, os seres de Sirius são provenientes do Castelo Vermelho, os de Arcturos são do Castelo Branco, os de Órion são do Castelo Azul e os seres das Plêiades são do Castelo Amarelo. 

Houve uma última leva que ingressou no plano, são os seres de Alfa Centauri, do Castelo Verde. Cada raça veio pra cá, originalmente com uma função específica. 

Os conhecimentos de cada raça, de suas passagens cósmicas de origem, foram se incorporando aos códigos genéticos das raças e, assim, colaborando com a evolução do plano. Fazia parte do plano esta mistura entre as raças (como, de fato, ocorreu, principalmente aqui no Brasil...rs - *só um detalhe, deve ser por isso que todas as correntes espiritualistas afirmam que o Brasil será o berço do mundo novo, da Nova Era), para que os conhecimentos fossem transmitidos através dos códigos genéticos e passando a ser patrimônio de todos. 

Além dessas quatro raças, outras foram sendo recebidas no plano, exiladas de outros orbes (como o famoso Exilados de Capela...). Na primeira viagem até a Terra, vieram seres de várias raças, incorporados na primeira Célula, a do Castelo Vermelho (provenientes de Sirius, alguns ainda de outros planos, englobados nesta turma). Infelizmente, a maioria dos seres deste Castelo Vermelho imergiram nas seduções do plano material e foram perdendo as lembranças de suas origens estelares, restando-lhes apenas a sabedoria iniciática deixada no plano, como migalhas para retomar o caminho. 

A segunda célula a vir para cá é composta pelos seres de Arcturus (Castelo Branco). Vieram pra tentar ajudar o pessoal do Castelo Vermelho a recobrar a memória e retomar o caminho. Porém, os seres de Arcturus também acabaram se enredando aqui na matéria e perdendo a lembrança. 

Na sequência vieram os seres da Célula Azul, provenientes de Órion (a 3a leva) e os seres do Castelo Amarelo, das Plêiades. Identicamente, também vieram tentar resgatar os demais e, da mesma forma, perderam a memória. 

Bem pessoal, aqui vai um pequeno comentário meu, como alguém que estuda ocultismo há muitos anos: a grande meleca é que todo mundo que encarna na Terra perde a lembrança de suas vidas passadas, faz parte deste plano, como ele é ainda até hoje (vai mudar na era de Aquário, quando as pessoas terão plena consciência de suas vidas passadas - mas, isso está muito no comecinho por enquanto, com algumas crianças nascendo já com padrões mais conscientes). 

Então o pessoal entrou aqui, um atrás do outro, para ajudar os demais, e todos foram perdendo a lembrança. O pessoal de Órion e das Plêiades possuem o conhecimento necessário para encontrar a saída desse impasse que se instalou aqui na Terra e possuem maior facilidade de lembrar quem são e o que vieram fazer aqui. 

A 5a raça a chegar aqui, do Castelo Verde, são os seres de Alfa Centauri. Eles vieram da 4a dimensão e se ofereceram para encarnar aqui e ajudar a criar uma nova estrutura social na Terra, a partir do final da estrutura velha (ou seja, a atual estrutura social...rs - e que já está em franco processo de desmoronamento com início da fase nova, a Nova Era - Era de Aquário). 

O código genético da 5a raça está ajudando a transformar o código genético para ampliar nossos sentidos e assim passarmos a perceber a quarta dimensão. Estes seres lembram-se facilmente de quem são e de suas origens estelares. 

Conforme o índice Harmônico que tenho aqui, as funções iniciais (e que, de preferência, devíamos realizar e entendo que ainda está em tempo de fazê-lo...rs) são as seguintes: 

1ª leva - Sirius - Castelo Vermelho do Leste - função - Entrada da Informação (ou seja, vieram trazer informação pra cá) 

2ª leva - Arcturus - Castelo Branco do Norte - função - Armazenamento - Recordar (armazenar as informações e ocasionar a lembrança de nossas origens, nossos dons paranormais - que são espirituais) 

3ª leva - Órion - Castelo Azul do Oeste - função - Processamento - Formular (ou seja, processar as informações e formular soluções) 

4ª leva - Plêiades - Castelo Amarelo do Sul - função Saída (desta enrascada...rs) - Expressar 

5ª leva - Alfa Centauri - Castelo Verde Central - função Impressão Auto-regular (ou seja, vieram dar um "ajuste" no negócio todo aqui) 

Para saber suas origens façam o seguinte: cliquem no link abaixo, no site do Calendário da Paz, onde está anotado para calcular o seu Kin. É só colocar sua data de nascimento e clicar para calcular o Kin. Irá aparecer um monte de informações, assinatura galáctica, etc.Embaixo da Família Terrestre está escrito o Castelo (estará escrito ali Castelo Amarelo do Sul, ou Castelo Vermelho...etc etc etc). As informações que coloquei só dá para saber isso, pegar o Castelo e ver suas origens. 

O link para cálculo é este: SINCRONIA DA PAZ - CÁLCULO DO KIN

Abração a todos
Iara de Lorenzo


 Blog de rafaelababy : ✿╰☆╮Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄ƷTudo para orkut e msn, Barrinhas divisorias
 
"Sigamos o exemplo da borboleta e façamos a nossa metamorfose
para uma vida plena de alegria, felicidade e abundância . Irene Ibelli"
 
 
Empreendedora Digital, Humanista e Espiritualista
Eleita Cidadã Planetária Pelo Projeto
Vôo da Águia
 
Irene Ibelli 

domingo, 16 de março de 2014

Vivência Mediúnica





http://projetomanoelphilomenodemiranda.com/wp-content/uploads/seminarios_portugues/vivencias_mediunicas.pdf

http://projetomanoelphilomenodemiranda.com/livros/vivencia-mediunica/

http://www.mundoespiritual.com.br/download.htm

sexta-feira, 14 de março de 2014

COMUNICADO E APELO DE ASHTAR SHERAN




    COMUNICADO E APELO DE ASHTAR SHERAN 



 

Luz à Terra !
Paz aos irmãos terráqueos !

 

Na contingência atual do vosso planeta, quando se evidenciam estratégias preocupantes dos'xopatz', seres elementares ígneos de primeira dimensão, estamos unidos e em conexão com as falanges da AUMPRAM - AUMBANDHAN, quando, em conjunto de forças e recursos de ordenações de vários aportes energéticos de muitas galáxias, também acessamos e pleiteamos auxílio aos deuses ígneos de estratosferas e interiores de muitos orbes de segunda dimensão, a fim de contermos a onda de incêndios acionados por eles, os xopatz, movidos por dispensações maléficas de engenharia magística de grupos de poder fictício em vosso planeta. 
Lembrando que tais forças primitivas não têm consciência ou racionalidade sobre o que os move, sendo manipulados por arbitrários seres inconsequentes.


Solicitamos a todos os trabalhadores da luz envolvidos com os eventos de ancoragem de forças cósmicas, a nível de condução magística cosmotelúrica, que acionem liturgias na vibração hídrica e eólica, convocando as forças dos orixás das águas e dos ares, a fim de equilibrarem as repercussões desastrosas das estruturas confeccionadas por exímios magos siderais, muitos deles encarnados, de promoção incendiária, e em avanço surpreendente em todos os quadrantes de vosso planeta, sejam em edificações, aeronaves, fábricas e indústrias, escolas, matas, residências, e, o que mais nos acelera as providências...os tentames de confrontos destruidores entre determinadas nações, com riscos de mais explosões e desencarnes.

De nossa parte, ativamos sensores mais potentes que nos permitam conhecer esses intentos antes de sua consecução. No entanto, esta é mais uma urdidura que tereis que enfrentar...e que já têm observado em vosso cotidiano, sem que, no entanto, estivesses atentos a esse fenômeno que se instaura, de forma mais fenomênica, em assombrosa velocidade.


Devemos, por vosso direito, informar que sobre a questão incendiária em várias instâncias, mesmo por erro humano, a intenção dos usurpadores das liberdades e da segurança das nações e povos, atinge, sobremodo, a mente humana, por mecanismos fáceis, de forma a que, muitos dentre vós, sejam também causadores involuntários de acidentes.



Foi o que  sucedeu, em vários episódios no vosso orbe, em todos os tempos, mas, dentre eles, nesse ciclo atual, explosões recentes, queimadas, grandes e pequenos incêndios, e fatos sobre os quais nada se pressupõe, de pequeno e médio porte, até os lamentáveis episódios coletivos, como foi o que resultou com o desencarne de centenas de seres, após ações impensadas de participantes, num logradouro público, da região de Santa Maria - Brasil, além de outros tantos pelo vosso mundo, em diversos períodos, que vos tem assustado.



Nessa última, embora fatores cármicos agregados, a ação dos xopatz foi programada por astutas criaturas, atingindo o local, que se fazia propício, sem o zelo adequado em suas instalações, a bem de comover os brasileiros, enquanto forças perversas conscientes destituíam de mais atenção, de vossa parte, as instâncias de governo dessa nação específica, com suas disposições em torno de consolidação de alianças e desvio de recursos a determinadas obras designadas por inteligências agregadas a esses fatos. Com a mesma intenção de diluição da atenção geral, estão na pauta desses seres, e alguns já em andamento, queimadas em florestas, matas, e focos com fogo previstos em vilas, favelas e outros...sendo, porém, mais preocupante a mira em torno de aeronaves, ogivas, canhões e acondicionadores de gases e produtos químicos.



No intuito de que vos someis aos nossos procedimentos, em ações possíveis, nos grupos xamânicos de suporte telúrico, e de Alta Magia da Sagrada AumBanDhan ( AUMPRAM ), além dos desforços energéticos de uma diversidade de equipes de ancoragem de pilares equilibradores dos elementos da natureza, espraiados na Terra como antenas de sustentação cosmotelúrica, convocamos a todos para cuidados extremos no âmbito de manipulação do fogo, especialmente em empresas. Isso também, da forma usual, mas com mais atenção, nos lares, escolas, hospitais e demais instituições de todas as nações.

Estamos em comprometimento com a causa da transição planetária de vosso globo e da vossa humanidade, estreitando, novamente, nossa conexão com canais que se evidenciem competentes e fidedignos à nossa autêntica palavra. 



Em uníssono, continuemos na expansão de valores de altruísmo, cooperação e seriedade nas questões morais, éticas e espirituais de vossas encarnações no globo terráqueo, primando pela verdade e pela comunhão de esforços conscientes, em prol da manutenção da harmonia, do equilíbrio e da ordem, em todos os níveis, mesmo dentro do esquema purificador que ora se desenrola no regaço terráqueo, a bem de vossa evolução.

Com votos de paz e augurando que possais adotar mecanismos de verdadeira responsabilidade quanto às questões graves e vosso orbe, nas esferas de ações que vos competem, despede-se vosso irmão cósmico,


ASHTAR SHERAN











Mensagem telepática a Rosane Amantéa, na manhã de 13 de março de 20014, em Londrina- Pr- Brasil.



                                                                                      ©2014 Rosane Amantéa 
  

 

             Obrigada por incluir o link do site do autor quando repassar essa mensagem.


************************************************************************************************

domingo, 9 de março de 2014

Mensagem de Lit Mah Shialah

NIBIRU 2, OU O PLANETA X (Republicado)



NIBIRU 2, OU O PLANETA X (Republicado)
 
 

 


por Christina Nunes - cfqsda@yahoo.com.br
Não incluo este tema na série UFO dos meus artigos, e ao abordá-lo me revisto da maior cautela. A meu ver, esta questão envolve conotações bem mais amplas do que é compreendido pelos assuntos ufológicos em si; porque, por extensão, acabamos nos deparando com elucubrações acerca dos episódios desconhecidos do passado evolutivo da raça humana com interferência extraterrena, com possíveis implicações trágicas do ponto de vista climático, com conspirações dos governos mundiais, extensas ao Vaticano, no sentido de acobertar também esta realidade da humanidade por motivos nada nobres, e vai por aí afora.

Há algum tempo atrás publiquei no STUM um texto, em decorrência do recebimento das célebres fotos que até hoje circulam na net, do astro Nibiru ao lado do sol no instante do seu declive, como um segundo pequeno sol, a partir de observatórios situados no extremo Sul do Chile e na Argentina. Expus sobre as minhas dúvidas girando em torno da idoneidade daquelas fotografias que, se de um lado de fato chocam, de outro nos deixam, num primeiro momento, em estado de dúvida, não sem razão: nem o mais ingênuo freqüentador da net hoje em dia desconhece os recursos digitais capazes de nos convencer, se devidamente produzidos, de que os elefantes voam. Todavia, passado o tempo, pesquisadores sérios atestam a veracidade das fotos. Mas vamos ao que aqui importa.

Agora, após vários meses, senti-me compelida a publicar novamente sobre o assunto, em parte pela quantidade considerável de informação pouco convencional que me vem chegando ao exame desde que me envolvi seriamente com a Ufologia, e que entendo do meu dever compartilhar, quando não como estímulo à pesquisa dos interessados ou devido alerta a outros que interpretem estas informações num determinado sentido incômodo que a ninguém apetece considerar com maior detença.

Inevitávelmente, nalgum momento o assunto Nibiru voltaria a baila. Só que, desta feita, não voltou exatamente da mesma forma anterior, suscitando mais dúvidas e desconfiança do que vontade de incluí-lo na pauta dos ítens sérios e dignos de estudo. Por uma boa razão: em recebendo novos informes sobre o tema, junto com eles, e como resultado de leve pesquisa na web, surpreendeu-me uma quantidade enorme de dados baseados em fatos novos que não podem ser ignorados. Dentre eles, fotos inquietantes da própria NASA, obtidas a partir das últimas missões espaciais, deste gigantesco corpo celeste claramente detectado na sua trajetória ecliptica incomum, em trânsito transverso ao rodopio dos mundos do nosso Sistema Solar.

O professor Salvatore Salvo - pesquisador respeitável, reconhecido internacionalmente, nascido na Itália em 1929, autor do livro "A Sinfonia da Energética", Ex-professor de engenharia química da Fei, Mauá e Faap Palestrante de temas interessantes como Atlântida, Ufos Nazi, Armas escalares, Radiestesia etc. -, em palestra proferida há pouco tempo, nos dá conta de fatos dos quais eu mesma me apercebia já de há alguns anos, sem que me ocorresse as razões, aludindo ao extenso cortejo de efeitos paralelos já gritantes da presença cada vez mais próxima do chamado astro intruso - refiro-me aqui, mais especificamente, ao tamanho descomunal do brilho de Vênus. Sem engano, nos últimos dois anos não foi em duas nem três vezes apenas que, sempre na mesma época do ano, em viagem de volta do trabalho, comentava da surpresa que me causava o aspecto imenso com que o planeta surge nos céus límpidos, de jeito nenhum o habitual, por mais fosse Vênus quem mais se destacasse em brilho e tamanho na abóbada celeste em razão de sua proximidade maior da Terra em épocas exatas.

Notava tal anomalia recorrentemente, aturdida, e entre temerosa e confusa. Chegava a me questionar se seria mesmo Vênus; todavia, tratava-se realmente da estrela Vespertina, apenas que agigantada - e o motivo, me foi dado saber a partir da palestra do professor Salvatore Salvo a respeito do astro Nibiru, de seu histórico e proximidade cada vez maior do nosso mundo, e do assustador repertório de prognósticos prováveis já a se desencadearem na Terra como resultado do magnetismo agressivo do gigantesco visitante, a recrudescer, ao que tudo indica, a partir de 2009 próximo, ano indiciado como o "princípio das dores" e no qual, a partir de seus meados, já se poderá ver a olho nu o colosso em céus noturnos, como um corpo celeste avermelhado. O brilho de Vênus, pois, caros, se inclui dentre estes efeitos colaterais da presença do corpo celeste batizado como Planeta X, ou, na NASA, de Orcus.

Aliás, amigos, pipocam notícias bem objetivas sobre o assunto, e nenhuma delas de caráter especulativo. Com efeito, na edição do G1 de fevereiro deste anohttp://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,MUL330308-5602,00.html) tem-se, textualmente, que cientistas da Universidade de Kobe, no Japão, mostram um outro planeta cuja densidade é equivalente a metade do tamanho da Terra e que os estudiosos acreditam que ele está próximo do sistema solar. Os pesquisadores usaram o simulador de um computador para calcular os dados do que chamaram de ‘Planeta X’.

Noutros endereços mais seletivos e confiáveis da web existem informações extensas sobre o histórico deste planeta e sua influência catastrófica na cada vez mais comprovada e extinta civilização de Mu, bem como sobre o seu retorno a cada 3600 anos (vide http://saudeperfeitarfs.blogspot.com/2007/11/o-retorno-do-planeta-x-15_26.htmlhttp://semeando-estrelas.blogspot.com/2008_05_01_archive.htmlhttp://semeando-estrelas.blogspot.com/2008/06/mitologia-ser-mesmo-e-cultura-sumria.html, com riqueza de informações, ilustrações e fotos do astro a partir dos observatórios da NASA no extremo sul do Chile e Argentina). Ainda, se tiverem interesse, tempo e paciência, a esta altura encontrarão no YouTube um bombardeio de vídeos mais ou menos confiáveis sobre o fato, cabendo ao devido uso do discernimento e bom senso do pesquisador a separação do joio e do trigo neste sentido (para exemplo, visitem http://nl.youtube.com/watch?v=y-Fmnc8k-rA&feature=related. Os dizeres do vídeo são em inglês e de trato tosco, mas as imagens impressionam).

Desta feita, quando o assunto extrapola o terreno puro e simples da especulação para o de dados fotográficos e em vídeo extraídos dos próprios arquivos das agências espaciais, que de tempos a esta parte denunciam algum problema sério de vazamento sobre o qual dá o que se pensar (já que é inimaginável admitir-se que qualquer coisa que de fato se queira manter sob sigilo governamental principie a vazar para domínio público do modo no mínimo estranho, para não dizer assustador como vem acontecendo em relação aos assuntos do âmbito ufológico), é sinal de que passou o estágio de se cogitar também timidamente de uma questão que a todos atinge e interessa, pois que compromete gravemente o futuro da humanidade a curto prazo.

É, pois, chegada a hora de se enfrentar o assunto com destemor, espírito crítico e analítico. Porque o ano de 2009 está às portas e constam imagens reais de um visitante que se nos acerca precedido de um cortejo de reações sombrias, algumas das quais, impossível ignorar, já se desencadeiam nas catástrofes climáticas simultâneas e recorrentes.

Afinal, Vênus está mesmo gigantesca. E Nibiru, já bem próximo...
 
Observação do blog Terceiro Milênio
 
Como sempre os videos citados no artigo acima, não foram encontrados, isto é, foram deletados.